O mês de agosto deste ano foi palco de importantes aquisições pelos bancos digitais. Ou seja, temos que o Banco Inter e Nubank compram fintechs como a USEND e Spin Pay, respectivamente.

Banco Inter compra USEND: fintech norte-americana

Nesta sexta-feira (27 de agosto) o Banco Inter, liderado por João Vitor Menin e Rubens Menin, anunciou a aquisição da USEND. A fintech foi fundada em 2007 por Fernando Fayzano, e situa-se em solo norte-americano, e é especialista em oferta de serviços financeiros e não-financeiros. 

O Banco Inter possui já 13 milhões de clientes, e com a aquisição da fintech passa a ter mais 150 mil clientes. Além disso, a USEND possui licença para operar em 40 estados norte-americanos. Neles, oferece serviços como wallet, cartão de débito, pagamento de contas, compra de gift cards, e etc.

Dessa forma, tudo isso vai abrir caminho para a internacionalização do Banco Inter. Ele planeja investir fortemente em marketing digital para construir sua presença no mercado norte-americano. 

Os detalhes acerca do negócio não foram disponibilizados, e a concretização depende do aval das entidades regulatórias brasileiras e estadunidenses. 

Números e reação do mercado 

O banco Inter registrou, no primeiro semestre, R$ 9,4 bilhões em volumes transacionados no período e ativos que somam R$ 30,2 bilhões. Em maio recebeu um aporte da Stone no valor de R$2,5 bilhões

Na última quinta-feira (26 de agosto) o Inter possui um valor de mercado de R$58,3 bilhões (U$ 11,2 bilhões) na B3. Já na sexta, a notícia da aquisição rendeu um aumento às units do Inter (BIDI11), que subiam 5,30% no pregão.

Nubank compra Spin Pay: fintech de pagamentos instantâneos 

Nesta segunda-feira (30 de agosto) o Nubank anunciou sua entrada no segmento do e-commerce. Em outras palavras, foi através da compra da fintech Spin Pay, plataforma especializada em pagamentos instantâneos para e-commerce. Alan Chusid, Felipe Park e Marcelo Mingatos de Toledo fundaram a Spin Pay.

De acordo com a Nubank, a aquisição da Spin Pay, facilitará a utilização do Pix para seus clientes, além de possibilitar mais soluções de pagamento para o varejo eletrônico.  

“Com essa aquisição, queremos disseminar também no varejo eletrônico o modo Nubank de facilitar a vida dos clientes.” – David Vélez, CEO e fundador do Nubank 

O banco digital possui cerca de 25% das chaves Pix brasileiras e 30% das transações nacionais utilizando o método de pagamento. 

A princípio, a fintech possui parceria com mais de 220 varejistas, e a Nubank pretende manter o relacionamento com os atuais clientes da empresa. Estes clientes são de diferentes setores, sendo alguns exemplos: Lojas Renner, Cobasi, companhia aérea Gol e a casa de investimento Empiricus. Dessa forma, a Spin Pay pretende aproveitar proporção do Nubank para escalar seus serviços, conquistando mais clientes. 

“A Spin Pay vai nos ajudar a oferecer uma experiência ainda mais completa no varejo para lojistas e nossos mais de 40 milhões de clientes”  – Nubank 

Afinal, A Spin Pay possibilita a escolha do cliente pelo Pix como forma de pagamento, por meio de um clique ou QR codes.  

As duas empresas ainda operam de maneira independente. Isto pois, ainda carecem condições precedentes para o fechamento da compra, e os detalhes acerca da transição não foram divulgados. 

Números e a bolsa 

O Nubank possui 40 milhões de clientes, ganhando os consumidores com suas soluções práticas e isentas de taxas e tarifas. David Vélez, Cristina Junqueira e Edward Wibl fundaram o Nubank em 2013. E desde que foi fundado, o banco digital já captou US$ 2,3 bilhões, ao lado de investidores como Sequoia, Tecent e Kaszek, e outros. 

A Spin Pay se junta às demais aquisições realizadas pelo Nubank desde o ano passado, sendo a quarta. Tal qual as demais: a Cognitect, a Plataformatec (ambas de engenharia de softwares) e a Easynvest (setor de investimentos). 

O banco digital se prepara para a abrir seu IPO (Initial Public Offering). Ou seja, abrir seu capital na bolsa de valores americana para empresas de tecnologia, a NADASQ. Assim, segundo o Pipeline, site do Valor Econômico, os fundadores do Nubank, e, esperam captar US$5 bilhões e atingir um valor de mercado de até US$100 bilhões

Assim, além de nomear Anitta para um assento no Conselho de Administração, no ano de 2021 o Nubank liderou um aporte de US$44 milhões na Jupiter (fintech indiana), junto a Sequoia Capital e Matrix Partners. Além de receber um aporte da Berkshire Hathaway (gestora de Warren Buffett) no valor de US$500 milhões. 


Fique dê olho em nossos artigos e não perca mais conteúdos importantes sobre o universo financeiro!